QUEM SOMOS

O SECRASO-RS é a entidade sindical representativa da categoria patronal. A atual Administração, visando ampliar suas atividades, introduziu uma série de ajustes em sua estratégia administrativa, dentre as quais a criação dos Departamentos de Projetos Especiais e Prestações de Contas, visando incrementar a arrecadação das entidades assistenciais e filantrópicas, para desenvolver serviços que venham satisfazer seus interesses e anseios, bem como a realização de palestras, conferências e cursos; com os mesmos objetivos, junto às delegacias regionais em Caxias do Sul, Ijuí, Carazinho, Santa Rosa, Santa Maria e Pelotas.

ORIGEM E FORMAÇÃO DO SECRASO-RS

ORIGEM LEGAL

SECRASO/RS, na forma do art. 577, da CLT, se enquadra no 2º Grupo – Empresas de Difusão Cultural e Artística – da Confederação Nacional de Educação e Cultura, congregando entidades culturais, recreativas, de assistência social em geral e de orientação e formação profissional, no Estado do Rio Grande do Sul.

ORIGEM HISTÓRICA

Em junho de 1969, o Sindicato Profissional, SENALBA-RS, Carta Sindical de 21/03/66, instaurava seu primeiro Dissídio Coletivo (Originário), suscitando quase mil entidades da categoria econômica, despertando nos empregadores a necessidade de defesa através do meio mais original e universal existente, ou seja, a união de forças em torno de ideias e interesses comuns, tornando indispensável a fundação de um órgão aglutinador que à representasse e defendesse.

Liderados pelo saudoso cônego Paulo Isidoro De Nadal, emérito idealista, ligado à Igreja Católica e às entidades de Assistência Social, sem distinção de credo religioso, um seleto grupo de companheiros, engajados na defesa dos interesses de entidades culturais, recreativas, de assistência social, de orientação e formação profissional, dentre outros integrado por José Gavioli Sobrinho (GNU), Clyton Baptista Ruperti (PTC), Thiago Roberto David Sarmento Leite, Ir. Frederico Helmuth Kerber (Sociedade Antônio Vieira), José Adroaldo Portz, Yede Noor Oliveira, Maria Madalena Mauttone, Antonino Fornari, dos advogados Dr. Homero Ferrugem Martins e seu filho Milton Beiler Martins, em 23 de julho de 1969, em Assembleia Geral, aprovou a fundação da Associação Profissional das Entidades, pré-requisito para a criação de um sindicato representativo da classe. Registrada na DRT/RS em 30 de setembro de 1969, sob nº 501.

A Legislação então vigente exigia, para um Sindicato requerer sua Investidura Sindical, a reunião mínima, em seu quadro de sócios, de 1/3 (um terço) dos integrantes da categoria representada (CLT, art. 515, letra "a"), no caso entidades culturais, de assistência social e recreativas, além de exigir que a Associação passasse por um período de experiência de dois anos antes de solicitar sua Investidura Sindical. Onde buscar o número real de uma categoria heterogênea cuja designação a legislação não previa. A solução foi pedir socorro na casa do coirmão, o SENALBA-RS.

Inicialmente tudo foi muito difícil. Como convencer os dirigentes dos integrantes da categoria, da necessidade de participar de uma entidade representativa. A entidade era um projeto com poucas perspectivas, pelo ineditismo de uma classe heterogênea e pela falta de dados sobre seus componentes. O SENALBA teve sua origem no SENAC, SENAI, SESI, SESC e LBA. Tais entidades, inicialmente, não participaram do SECRASO.

A resposta à luta e ao esforço empreendido por seus dirigentes foi mais espontânea e rápida do que se podia imaginar, obtendo êxito e a solidariedade de seus integrantes.

Em 19 de junho de 1973, foi deferida a transformação concedendo, o então Ministro do Trabalho e Previdência Social, a Carta Sindical ao SECRASO, como Sindicato Representativo da Categoria Econômica, Integrante do 2º Grupo – Empresa de Difusão Cultural e Artística – do Plano da Confederação Nacional de Educação e Cultura, tendo como base, o território do Estado do Rio Grande do Sul (Processo MTPS 300.832/72 – Registrada no Lv. 71 Fls. 20 em 19/06/1973). Em 09/07/1971 a Assembleia Geral dos Associados, em deliberação histórica, decidiu autorizar a Diretoria da Associação a requerer junto ao Ministério do Trabalho sua transformação em Sindicato Patronal, com base no parágrafo único do art. 515, da CLT.

Em 16/11/1995, obteve registro no Cartório de Registro Especial sob nº 21889, Lv. A-13, Fls.95, tendo em vista a desvinculação dos Sindicatos do MTPS.

O SECRASO, hoje com suas bases plenamente consolidadas e em condições de bem representar a categoria, encontra-se adequadamente instalado em sede própria localizada na Avenida Ipiranga, 550, CEP 90160-090 - Porto Alegre, RS – Fone/Fax (51) 3212-3133, e-mail secraso@terra.com.br, Sitewww.secraso-rs.com.br.

Galeria de fotos

Presidente Loiva Therezinha Nunes de Oliveira

Sede própria do SECRASO-RS, localizada na Avenida Ipiranga, n° 550, em Porto Alegre/RS.

Sindicato das Entidades Culturais, Re- creativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional do Estado do Rio Grande do Sul

Endereço:

Av. Ipiranga, 550

Bairro Menino Deus

Porto Alegre / RS

CEP: 90160-090

Fone: 51 3212-2081

51 3212 -3133

Copyright 2019
Todos os direitos reservados.